Eleições (da composição das listas à qualidade da democracia)

Em 5 de Junho os portugueses escolherão um novo Parlamento. Na minha opinião a democracia portuguesa já tem a maturidade suficiente para reforçar a sua dimensão parlamentar, reduzindo o número de deputados mas melhorando as condições de exercício dos mandatos, promovendo círculos uninominais com um círculo nacional de compensação para não prejudicar os pequenos partidos e valorizando
Ler o artigo completo...
Comentários

Ano Trinta e Sete (Os 3 Rs de Abril)

Assinala-se este ano o trigésimo sétimo aniversário do 25 de Abril. O 25 de Abril foi o momento histórico mais importante e marcante da minha vida. Em 37 anos Portugal viveu muitos momentos exaltantes e muitos momentos humilhantes, mas a síntese de progresso e desenvolvimento é indesmentível. Não alinho com aqueles que dizem que só a liberdade
Ler o artigo completo...
Comentários (1)

Europa Verde (Publicado Originalmente na Revista Frontline)

A União Europeia é a região do globo mais dependente da importação de combustíveis fósseis e da produção de electricidade com base em energia nuclear. É por isso também a região mais afectada pelo choque dos preços do crude e pelos impactos do acidente nuclear verificado no Japão.Estes acontecimentos ocorrem num tempo em que a União Europeia tem que tomar decisões urgentes e estruturais
Ler o artigo completo...
Comentários

O Dilema do Economista (face à complexidade)

Ainda que numa especialidade um pouco lateral (em concreto a gestão da informação), a minha formação profissional é de economista e como tal estou inscrito na respectiva ordem. A economia é assim a ciência e a pragmática da minha vida. Uma ciência e uma pragmática que são, nos dias de hoje, um dos saberes mais desgastados pela espuma dos dias. A razão é simples. Vivemos tempos de complexidade
Ler o artigo completo...
Comentários (2)

As Decisões de Junho

Em 5 de Junho por decisão constitucionalmente fundamentada do Sr. Presidente da República haverá eleições legislativas. Espera-se uma campanha forte e disputada e deseja-se que as ideias suplantem os estados de alma, de forma a ser possível constituir após a escolha democrática, uma solução governativa sólida e consistente para Portugal.Durante a campanha muitos temas serão aflorados com
Ler o artigo completo...
Comentários
Ver artigos anteriores...