Um País a Mudar

O mau tempo que assola a economia mundial esconde as dinâmicas que alguns Países, entre os quais Portugal, têm conseguido pôr em prática. São dinâmicas por agora insuficientes para abrigar essas economias, mas decisivas quando o tempo levantar.
O EUROSTAT validou recentemente os dados do Inquérito ao Potencial Científico e Tecnológico de Portugal, referente ao ano de 2007. A comparação com 2005 (inquérito anterior) evidencia uma evolução que só não é surpreendente, porque resulta da aplicação determinada do Plano Tecnológico na definição das prioridades das políticas públicas e da mobilização do investimento privado em Portugal. O investimento das empresas portuguesas em Investigação e Desenvolvimento (I&D) praticamente duplicou nos últimos dois anos, passando de 0,31%, para 0,61% do PIB, e ultrapassando o investimento público neste domínio como é característico das economias mais desenvolvidas.
O investimento conjugado atingiu 1,18% do PIB, um valor superior ao investimento de Itália (1,1%) e muito próximo do Espanhol (1,22%) e até mesmo do Irlandês (1,31%). Portugal que ocupava há muitos anos um lugar na cauda do pelotão europeu no investimento em I&D é agora 15% e aproxima-se da média europeia.
Numa economia em mutação é cada vez mais difícil compreender os motores que impulsionam o crescimento e o emprego. Sabemos no entanto que todos os países bem sucedidos nestes domínios apostaram forte em I&D e que esse investimento desde que assertivo e ligado às necessidades empresariais, reproduz fortemente e melhora estruturalmente as economias.A subida espectacular do investimento em I&D em Portugal e o facto do investimento privado ter suplantado o investimento público neste domínio são sinais de que o País está a mudar. Uma boa Notícia em tempo de Natal e que ajuda a minorar o receio que a crise internacional vem gerando.
Comentários
Ver artigos anteriores...