Saída Pechisbeque

 Por estes dias vai-se falar muito da saída de Portugal do Programa de Ajustamento Económico e Financeiro (PAEL), mais conhecido como programa da “Troica”. Serão usados vários qualificativos, mais ou menos benévolos em função do ponto de vista dos analistas. A questão é que não se pode qualificar uma saída que é apenas uma ilusão. Quanto muito podemos chamar-lhe falsa. É o que
Ler o artigo completo...
Comentários

Abril com Nuvens (Texto publicado na Revista Alentejo - Casa do Alentejo - Abril 2014)

O Alentejo foi uma das regiões do País mais martirizadas pela ditadura e na qual as desigualdades cavaram mais funda a diferença entre ricos e pobres e entre exploradores e explorados.Essa dicotomia não enfraqueceu no entanto a consciência e a resistência política dos Alentejanos, que após a alvorada de Abril, embora não tenham conseguido
Ler o artigo completo...
Comentários

Contraste

Vivemos tempos de contraste. A alegria da liberdade e do progresso que fizemos nos últimos quarenta anos contrasta com a tristeza do abandono a que o atual governo votou o espirito de Abril. Ao mesmo tempo a alegria da celebração do dia do trabalhador contrasta com o desemprego, com a desqualificação e com a emigração forçada de muitos dos nossos trabalhadores. Dedico por isso este texto
Ler o artigo completo...
Comentários

A prosperidade e os seus inimigos

 Em economia não há milagres, mas há escolhas e opções. A economia portuguesa é uma pequena economia aberta e muito sensível a fatores externos, como as crises internacionais na procura ou a sobrevalorização da moeda.  Só um esforço continuado de especialização, diferenciação e qualificação pode ir esbatendo estas fragilidades. Alguns setores em Portugal como agro – alimentar
Ler o artigo completo...
Comentários

Porque falha o Governo

Considerando todos os indicadores obtidos, só forte enviesamento ideológico (que só não é legitimo porque não foi anunciado antes das eleições e portanto não foi sufragado pelos portugueses) pode permitir considerar que o governo não falhou. Para os desempregados, os emigrantes forçados, os que vêm reduzidos os seus salários e pensões, os que pagam cada vez mais impostos, os que
Ler o artigo completo...
Comentários
Correio da Manhã
Diário do Sul
DN
Fazer Acontecer
Frontline
JN
Malha Larga
OJE
Visão
Visto do Alentejo
04 2021
03 2021
02 2021
01 2021
12 2020
11 2020
10 2020
09 2020
08 2020
07 2020
06 2020
05 2020
04 2020
03 2020
02 2020
01 2020
12 2019
11 2019
10 2019
09 2019
08 2019
07 2019
06 2019
05 2019
04 2019
03 2019
02 2019
01 2019
12 2018
11 2018
10 2018
09 2018
08 2018
07 2018
06 2018
05 2018
04 2018
03 2018
02 2018
01 2018
12 2017
11 2017
10 2017
09 2017
08 2017
07 2017
06 2017
05 2017
04 2017
03 2017
02 2017
01 2017
12 2016
11 2016
10 2016
09 2016
08 2016
07 2016
06 2016
05 2016
04 2016
03 2016
02 2016
01 2016
12 2015
11 2015
10 2015
09 2015
08 2015
07 2015
06 2015
05 2015
04 2015
03 2015
02 2015
01 2015
12 2014
11 2014
10 2014
09 2014
08 2014
07 2014
06 2014
05 2014
04 2014
03 2014
02 2014
01 2014
12 2013
11 2013
10 2013
09 2013
08 2013
07 2013
06 2013
05 2013
04 2013
03 2013
02 2013
01 2013
12 2012
11 2012
10 2012
09 2012
08 2012
07 2012
06 2012
05 2012
04 2012
03 2012
02 2012
01 2012
12 2011
11 2011
10 2011
09 2011
08 2011
07 2011
06 2011
05 2011
04 2011
03 2011
02 2011
01 2011
12 2010
11 2010
10 2010
09 2010
08 2010
07 2010
06 2010
05 2010
04 2010
03 2010
02 2010
01 2010
12 2009
11 2009
10 2009
09 2009
08 2009
07 2009
06 2009
05 2009
04 2009
03 2009
02 2009
01 2009
12 2008
11 2008
10 2008
09 2008
08 2008
07 2008
06 2008
RSS Feed