Potência Relacional (uma visão geoestratégica do papel de Portugal no mundo)

O mundo vive tempos de mudança, turbulência e imprevisibilidade. Fazer prospectiva neste contexto é um exercício arriscado. Penso no entanto que no quadro da globalização galopante se vão afirmar diversas potências regionais (a que alguns politólogos preferem chamar impérios) que terão uma relação de competição e cooperação crispada. Estados Unidos da América, China, Brasil, Índia,
Ler o artigo completo...
Comentários

Portugal - Ambição 2020 (Publicado no jornal @publico de 11/02/20)

No quadro da nova arquitectura de governação económica da União Europeia (UE), Portugal terá que aprovar durante o mês de Abril o seu Plano Nacional de Reformas (PNR) para o horizonte de 2020. Este Plano é hoje mais importante que nunca. Funciona em conjunto com o Plano de Estabilidade e Convergência (PEC) e com o anunciado Pacto de Competitividade, como o tripé programático para a resposta
Ler o artigo completo...
Comentários

Ir a Jogo (e ganhar)

No final dum ciclo de audições sobre inovação que decorreu em todo o País (Iniciativa Inovação Portugal), o Professor Daniel Bessa que representava a COTEC, afirmou que tinha estado com forte empenhamento em toda a iniciativa sabendo que se tratava dum “jogo” em podia ganhar ou perder, ou seja, sabendo que as conclusões mais fortes dessas audições poderiam ser ou não concretizáveis
Ler o artigo completo...
Comentários (1)

Nova Expansão (para Defender Portugal)

No Fórum Defender Portugal, António Peres Metelo sugeriu se usasse uma ideia mais mobilizadora neste momento chave da afirmação de Portugal no quadro dum ataque brutal dos mercados financeiros ao Euro e em particular aos membros mais fragilizados da parceria monetária. Para Metelo, em vez de “Defender Portugal” a ideia chave deveria ser a de “Expandir Portugal” sugerindo assim uma nova
Ler o artigo completo...
Comentários

A Nova Era Industrial (Publicado na Revista Frontline)

A falência da globalização baseada sobretudo nos serviços e nos movimentos financeiros, em muito motivada pelo uso indevido do potencial tecnológico colocado ao serviço dos negócios, virou de novo a atenção da humanidade para o potencial da indústria como indutora de crescimento e emprego.Um modelo de crescimento de base industrial não dispensa no entanto a adopção por este sector das
Ler o artigo completo...
Comentários

Europa da Energia (Publicado no JN)

O Conselho Europeu de 4 de Fevereiro de 2011, além dos assuntos de actualidade conjuntural, foi centrado num tema fundador do processo de construção europeia - a energia que,por diversas vicissitudes, foi sendo tratado sem o foco necessário nas últimas décadas. Mais vale tarde do que nunca. Depois do importante passo dado na Presidência Portuguesa de 2007, com o lançamento do pacote Energia-Clima,
Ler o artigo completo...
Comentários

Liderança nas novas energias (publicado no OJE)

No actual contexto competitivo, os Países têm que fazer opções económicas claras. Sem desperdiçar nichos e oportunidades de negócio em todos os sectores, é necessário apostar naqueles em que existe maior potencial, impacto e capacidade de atingir patamares de liderança. Portugal adoptou esta estratégia nas novas energias e, em particular, nas energias renováveis e na eficiência energética,
Ler o artigo completo...
Comentários

O Cartaz (mais produtividade, melhores salários)

A cidade de Évora (e provavelmente todo o País) está pejada de cartazes da CDU com o slogan “mais produção, melhores salários”. Há muito tempo que um cartaz político não me provocava um sentido tão forte de adesão. É isso mesmo que Portugal precisa! Mais produção, para em função dela poder criar mais valor, crescer e remunerar melhor todos os factores incluindo o trabalho.Claro
Ler o artigo completo...
Comentários (1)
Ver artigos anteriores...